Manifesto Anti-Casa-da-Sogra

Uma sombra negra paira sobre nós, suga nossas energias, nos prende a grilhões de chumbo e nos envenena a vida: são os invasores de máquinas.Eu estou cansado, todos estamos cansados, seu computador está exausto de ser violentado por mil softwares predatórios. A Microsoft não pode expiar sozinha pelo inferno do digimundo e pelos pecados de seus concorrentes. Apple, Real, Adobe, e mais um sem-fim de software houses respeitáveis aproveitam que existe um bode expiatório chamado Windows e pintam e bordam com o meu, o teu, o nosso patrimônio digital.

Tente instalar o QuickTime: o iTunes vem junto forçosamente, completando 20M de download. Instale o Real Player: um descuido e ele se espalha por todo lado. Convença um leigo de que vale a pena baixar o pesadí­ssimo Adobe Acrobat para ler o documento que você enviou. Deixe seu filho colocar em casa o CD-ROM que ele ganhou na lanchonete e prepare-se para ter seu computador praticamente seqí¼estrado.

Pior do que eles só os Gator, spy-wares e ad-wares que silenciosamente se infiltram na vida dos incautos. Um PC tí­pico vive numa quase septicemia de invasões, arrastando-se como pode até sucumbir. PC´s vivem doentes mesmo sem ví­rus algum.

Meu PC é meu. O que tem nele é meu patrimônio, é meu território, é minha vida, e exijo o mí­nimo de urbanidade e ética de qualquer um que adentre esse mundo digital onde investi tanto do meu tempo e afeto.

Meu PC não é a casa da sogra.

Quero a sua colaboração para elaborarmos em conjunto o Manifesto Anti-Casa-da-Sogra". Eu dou o primeiro passo:

  1. não quero mudanças imprevistas no meu computador sem meu consentimento
  2. quero poder instalar so' o que eu quero, sem agregados
  3. quero poder desinstalar o que instalei sem traumas
  4. quero versões light para download
  5. não quero que me esfreguem na cara as versões pagas a cada 5 minutos
  6. não quero ser monitorado sem autorização
  7. não quero algo que sacrifique o desempenho sem necessidade
  8. não quero "letras miúdas de contrato" escondidas
  9. não quero dar permissão de contato para parceiros que não conheço
  10. não quero que meus outros programas sejam afetados

Enriqueça esse manifesto e colabore por uma maior consciência e maior ética no digimundo.

artigo: