Terça-feira, Julho 17, 2001

essa moça me roubou uma cidade inteira. os caminhos que eu fazia, aquilo que para mim eram marcos, referências, passado, nem sei mais onde fica. sumiu tudo. circulo agora por uma cidade parecida, mas com outra geografia, com outros ritmos, com outro tempo, sobretudo com outro centro.

o centro dessa cidade é essa moça que, distraída, nem percebe mundos à sua volta dando nós enquanto caminha grácil, leve, encantadora.
(ouça aqui a versão falada)