Sexta-feira, Maio 26, 2006

lua filha da puta, lua linda tão rara que não dá as caras quando eu mais preciso, quando as marés são baixas e nem meus lobos uivam mais.

sob o céu cortado em linhas duras sou satélite de buracos negros.