Segunda-feira, Setembro 11, 2006

voltando pelas ruas noite adentro me acompanha lado a lado a lua clara e veloz entre prédios e fachadas e muros e cartazes e ela surge olhando firme pelas frestas e esquinas, nos semáforos, nas ladeiras, lua densa, suspensa, lua cujo peso e cujo toque e calor e perfume são o centro ensolarado das minhas revoluções afetivas.