Quarta-feira, Novembro 12, 2008

coração é trapezista até ficar na mão, até não ter mão que o segure, até romper-se a corda, até falhar o olho. a carreira acaba em salto mortal.

gasolina pouca, grana curta, prazo no fim, nada que se compare a pairar no vácuo entre encontrá-la ou não.