doppio

2461301289.png
“acorda, imbecil” me urrou com um tapa na cara o cheiro perfeito sem cheiro de tempo expresso tão claro na xícara vazia de café expresso.

night and day

2462131150.png
que tolice, que tolo não ver a fonte dos meus incêndios, o vento vivo nas minhas brasas, que tolice crer que já sou cinzas.

jenseits

letallemptyyourheart
meu medo era esse, que um dia as frases chegassem a um ponto final. chegaram, e agora eu sigo além sem palavras.

é tarde

vegasmytwocents.png
do alto dessas palavras quarenta silêncios vos contemplam. não se assuste, dói muito mais em mim do que em ninguém.

a pé

iftomorrownevercomes.jpg
ruas são meu rio, meu mar de ondas frescas de vozes e riso, ruas têm cheiro de chuva e de óleo, ruas me jogam flores na cara.
faróis, ventanias, ruas são minha praia.

rebentação

borisvianmaybe.jpg
no fundo tudo bem, no fundo é só perder o pé e o mar te abraça, a corrente te carrega no colo e tudo fica distante, pequeno, tudo afunda ao longe e é só boiar ao sol.
não, não. no fundo eu nado mal, no fundo eu mal respiro. no fundo o que eu quero são ondas que derrubam, eu quero a glória fugidia da espuma luminosa.

rush

2200157871_ef01768a14_o.png
por ruas e pessoas eu nado de braçadas respirando inebriado um mar de almas. para os artistas do ombro a ombro e acrobatas do mano a mano a humanidade a pé não causa espécie.